Léxico: «folar»

Capital do Folar

 

      «Por altura da Páscoa não há casa transmontana que não o tenha à mesa. O folar da Páscoa, uma espécie de bolo, é feito com ovos, farinha, azeite e várias carnes como presunto, salpicão, linguiça e carnes de porco. Não leva açúcar e é atualmente um produto muito procurado e apreciado. [...] Trata-se de um produto “barato”, diz Amílcar Almeida [presidente da Câmara Municipal de Valpaços], realçando que é o “único que dá para alimentar uma família por apenas 10 euros”» («Não há Páscoa sem folar. E o de Valpaços é único», Olímpia Mairos, Rádio Renascença, 9.04.2019, 9h46).

      Não quero ser desmancha-prazeres, mas tenho de avisar que este tipo de folar não cabe em nenhuma das acepções do dicionário da Porto Editora. Noutros dicionários, optaram por definições tão genéricas, que passam, embora sem distinção.

 

[Texto 11 146]

Helder Guégués às 10:14 | comentar | favorito
Etiquetas: ,