Léxico: «gasogénio»

Tudo se arranja

 

      No verbete relativo a gasogénio, parece-me evidente que falta uma acepção nos nossos principais dicionários. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, por exemplo, regista apenas duas acepções: «1. aparelho destinado à produção de gás pobre; 2. aparelho com que se fabrica a água de Seltz». A segunda acepção só interessa a sherlockianos. Quando o Professor Marco Ferraguti, docente de Agricultura na Universidade de Perúgia, Itália, inventou o gasogénio e pôs um Alfa Romeo 6C 1750 Gran Sport Gasogeno nas Mil Milhas, o termo tanto designava o aparelho como o próprio combustível — que foi usado noutros países em tempos de escassez de gasolina — obtido por aquele aparelho. Portanto, o verbete está incompleto. Como incompleto está o verbete gasógeno, que remete para aquele, porque na primeira acepção também é sinónimo de «gasogénio».

 

[Texto 7452]

Helder Guégués às 16:11 | comentar | favorito (1)
Etiquetas: ,