Léxico: «germinoma | anancastia | anancástico»

Falta o principal

 

      «Rui Rocha tem 15 anos e foi-lhe diagnosticado, há pouco mais de um mês, um tumor maligno no cérebro (germinoma puro), inoperável» («Jovem precisa de ajuda para lutar contra tumor», Salomé Filipe, Jornal de Notícias, 13.08.2019, p. 24).

      O dicionário da Porto Editora (e outros, e outros) ignora-o; aliás, até o Dicionário de Termos Médicos. E, contudo, regista, por exemplo, e como mais semelhante, seminoma, um tumor maligno do testículo. Pior, a meu ver, é, a par de termos que estão nos dois dicionários, haver outros que só estão no de termos médicos. Sei lá, por exemplo, anancastia não devia estar em ambos? Não está. Mais: anancástico não devia estar em ambos? Não está em nenhum deles. Não me surpreenderia se me dissessem que até se usa mais «anancástico» (personalidade anancástica, transtorno anancástico, etc.) do que «anancastia». 

 

[Texto 12 052]

Helder Guégués às 06:01 | comentar | favorito
Etiquetas: ,