Léxico: «glia» e «oligodendrócito»

Sempre só metade

 

   «Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas, entre os quais uma portuguesa, demonstrou experimentalmente que a mielina, um ácido gordo produzido por certas células da “matéria branca” — ou glia — do cérebro dos mamíferos, desempenha um papel fulcral na aprendizagem de tarefas motoras complexas. […] As células que produzem mielina são, justamente, células da glia. “No sistema nervoso central, os axónios são envolvidos por mielina que é produzida um outro grupo de células: os oligodendrócitos. A mielina permite não só a condução rápida dos impulsos nervosos como a sobrevivência das próprias células nervosas”, explicou ao PÚBLICO a co-autora Joana Paes de Faria, do Instituto de Biologia Molecular e Celular da Universidade do Porto [IBMC]» («“Matéria branca” do cérebro é vital para aprender novas tarefas motoras», Ana Gerschenfeld, Público, 20.10.2014, p. 28).

   O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista «glia», mas remete para «nevróglia»; já «oligodendrócito» não está em nenhum dos dicionários que consultei.

 

[Texto 5168]

Helder Guégués às 22:29 | favorito
Etiquetas: