Léxico: «gringo»

O sabotador da Rua da Restauração

 

      Ainda sou bafejado com estas conjunções: já esta semana, a minha filha estava a ler um livro quando encontrou a palavra «gringo». Perguntou-me o que significava, ao que eu respondi brevemente, até porque não há muito para dizer. Ou há? É o que veremos. Hoje, ao folhear distraidamente o Almanaque Comboniano para 2018, encontrei isto: «A palavra “gringo” é usada pelos Mexicanos para se referirem de forma depreciativa aos Americanos. Durante a guerra com o México (1845-47), os soldados norte-americanos invasores cantavam a canção Green grow the lilacs (verdes crescem os lilases). Daí proveio a palavra gringo com que os Mexicanos baptizaram os Americanos...» Há, como acontece frequentemente com estas etimologias, outras versões, o que, para o caso, pouco interessa. Agora vejam o que se escreve sobre gringo no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «Brasil depreciativo indivíduo estrangeiro». Brasileirismo, «gringo»? O sabotador deixou um rasto inapagável. Conselho de amigo: analisem todos os verbetes em que aparece a palavra «brasileirismo».

 

[Texto 8845]

Helder Guégués às 15:10 | favorito