Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «gueês»

Menos uma

 

      A festa do Timket ou Baptismo do Senhor é celebrada na Etiópia a 19 de Janeiro. Falta pouco. As cerimónias começam na véspera e giram também em torno da Arca da Aliança e das Tábuas da Lei, que acabam por ser o verdadeiro centro da festa. Na verdade, a festa começa na véspera. Os crentes dirigem-se para as igrejas, habitualmente pequenas, e, espontaneamente, formam-se coros entre a multidão. São cantos litúrgicos, alguns em gueês, a antiga língua preservada na liturgia, e outros mais modernos em amárico, a língua franca da Etiópia. Ora bem, se amárico ainda está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, gueês (grafia usada na Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, por exemplo) não está. Se a única grafia fosse ge’ez, eu ainda compreendia a sua rejeição, mas assim, não.

 

            [Texto 10 462]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.