Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «Hagadá | hagádico»

Não é o mais importante

 

      «A data escolhida para a assinatura do protocolo que marca o arranque do TIKVA – palavra hebraica que significa esperança e que está também associada à Sinagoga de Lisboa – não é casual. “É uma data simbólica que celebra os 200 anos da extinção do Tribunal do Santo Ofício (o instrumento da Inquisição foi estabelecido em 1536 e funcionou durante 285 anos, até 31 de março de 1821)”, concretiza a Associação Hagadá no comunicado partilhado no Facebook» («Museu Judaico apresentado hoje com doação de 2 milhões de Berda», Joana Petiz, Diário de Notícias, 31.03.2021, p. 18).

      Ora, dá-se o caso de que falar do nome da associação promotora seria muito mais interessante e útil. Estranhamente, Hagadá/Agadá (e os adjectivos hagádico/agádico) não estão em nenhum dicionário, e não faltam ocorrências em obras em língua portuguesa dos últimos dois séculos, pelo menos.

 

[Texto 14 904]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.