Léxico: «hebefilia»

Ajudem o leitor doente

 

      «A obsessão por Lolita é um sintoma de hebefilia, atração por pré-adolescentes. Na adaptação ao cinema, a idade da protagonista passou de 12 para 16 anos» («Hebefilia é crime», João Pedro Ferreira, «Domingo»/Correio da Manhã, 12-18.05.2019, p. 42). Até na ficção o Correio da Manhã combate o crime. Eh, valentes!

      Agora imaginem uma dessas pessoas obcecadas com o cumprimento da lei, que julgam estar sempre a incorrer em crimes. (Há medicamentos para isto, eu sei.) Consultava o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora e esbarrava na pergunta: «Queria pesquisar hemofilia?» Acolhe, é verdade, efebofilia, mas não esperam decerto que uma pessoa perturbada e acuada pelo medo chegue lá. Também regista, diga-se, lolita, que remete para ninfeta, a rapariga jovem que está nos «primeiros anos da adolescência». Será mesmo? Não é antes na pré-adolescência, como era o caso da doce Dolores Haze? Não custa muito (nem mais) ser rigoroso.

 

[Texto 11 440]

Helder Guégués às 14:27 | comentar | favorito
Etiquetas: ,