Léxico: «hematóxico | miotóxico»

Há muito que fazer

 

      «Apesar de ser difícil avistá-la, esta víbora é perigosa. O seu veneno “é hematóxico, leva à coagulação do sangue, provoca danos nos tecidos, hematomas e inchaço” na zona do corpo onde a cobra mordeu. “Se a mordidela for num dedo, o inchaço pode estender-se ao braço todo. É um veneno poderoso, mas não é letal”» («Víbora-cornuda é “tímida” e perigosa. O veneno não é letal, mas é “poderoso”», Susete Henriques, Diário de Notícias, 14.06.2019, 20h23).

      São pelo menos três os aspectos relevantes que faltam na definição de víbora-cornuda no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: veneno hematóxico, pupilas verticais e cabeça triangular. O veneno ofídico classifica-se em hematóxico, neurotóxico, miotóxico e misto. Ora, aquele dicionário, e o mesmo sucede com outros, só regista «neurotóxico».

 

[Texto 11 542]

 

Helder Guégués às 21:11 | comentar | favorito
Etiquetas: ,