Léxico: «hemocromatose»

É preciso saber mais

 

      «Esta quinta-feira, dia 7 de junho, é assinalado o Dia Nacional da Hemocromatose. Sabe o que é?» («Cirrose hepática e não bebe? Hemocromatose pode ser a resposta», Sónia Santos Silva, TSF, 6.06.2018, 18h54). Sei. E o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora também sabe: «MEDICINA doença metabólica hereditária, causada por excessiva absorção e armazenamento de ferro, que se acumula em vários órgãos, como o fígado, o pâncreas e as glândulas endócrinas». Não só: «Os órgãos que podem ser afetados mais gravemente pelo excesso de ferro são o fígado, o pâncreas, o coração, as articulações e a hipófise, e podem estar na origem de doenças como diabetes, cirrose hepática ou alterações sexuais.» E tem tratamento, questão que o dicionário da Porto Editora omite: «Tal como um dador, o doente tira sangue de forma a retirar do organismo o excesso de ferro. Os tratamentos, numa fase inicial, podem ser semanais, mas à medida que os níveis de ferro vão diminuindo, tornam-se mais espaçados no tempo.»

 

[Texto 9361]

Helder Guégués às 13:38 | comentar | favorito