Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «hemofilia»

Mas explicando melhor...

 

      Hoje é Dia Mundial da Hemofilia. Vejamos como o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora define hemofilia: «MEDICINA doença hereditária familiar que afecta essencialmente pessoas do sexo masculino, e que se caracteriza por problemas de coagulação do sangue e propensão para hemorragias graves». Não sei se percebo o que querem dizer com «doença hereditária familiar». O que se pode afirmar é que se trata de uma afecção hereditária, transmitida pelas mulheres, que ataca sobretudo os homens. Sim, é hereditária, mas como pode surgir em qualquer família e como se pensa que pelo menos 30 % dos hemofílicos não têm antecedentes familiares de distúrbio hemorrágico, não me parece que a definição esteja inteiramente escorreita. Talvez se pudesse acrescentar que há dois tipos de hemofilia — tipo A e tipo B —, sendo a primeira a mais frequente. Aliás, também a referência a hemorragias graves não é correcta em todos os casos, pois a afecção apresenta diversos graus de gravidade.

 

[Texto 9066]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.