Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Léxico: «jarra»

Ficamos a saber

 

      «Fernando Marques, presidente do Conselho da Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no início dos anos 90 morreu aos 89 anos. Esteve sempre ligado ao futebol, em particular com clubes da Associação de Futebol do Porto. Presidiu o Conselho de Arbitragem da FPF entre 1990 e 1993, implementou o sorteio dos árbitros, e é o ‘pai’ do termo ‘a jarra’ para os árbitros que cometessem erros com influência nos resultados» («Fernando Marques (1929-2018). O inventor do sorteio dos árbitros», Correio da Manhã, 23.11.2018, p. 47).

      Realmente, já tinha visto aqui a ali esta «jarra», mas só hoje se proporciona falar do caso. Já se pode encontrar em livros: «Quando comete um erro grave, um árbitro vai para a chamada ‘jarra’, isto é, chega a ficar um mês sem ‘apitar’, que é o maior castigo que se pode aplicar-lhe: tirar-se-lhe o que mais gosta de fazer» (Pedroto, Cubillas e muito mais..., Jorge Vieira. Porto: Vida Económica – Editorial, S. A., 2013, p. 98). Tendo em conta que o País gira à volta do futebol, é melhor dicionarizá-lo.

 

[Texto 10 352]