Léxico: «laterorrinia»

Perdem o norte e o sul

 

      «Património Mundial da UNESCO desde 1981, a Grande Barreira de Coral estende-se ao longo de cerca de 2.400 [sic] quilómetros, na costa Leste da Austrália, e é o maior complexo de recifes de coral do mundo» («Grande Barreira de Coral da Austrália sofreu um “colapso catastrófico”», Miguel Videira, TSF, 19.04.2018, 10h52).

      Ainda recentemente me vi na divertida contingência de ter de explicar a um tradutor por que motivo lhe corrigira «fachada Sul» para «fachada sul». Lá mandei dizer que «sul» era ali adjectivo, e que, se em vez de «sul», estivesse «degradada», ou «azulejada», ou «barroca», seria, tinha de convir, ainda com minúscula que grafaria a palavra. Ainda hoje deve estar a torcer o nariz (ia usar o termo laterorrinia, mas o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não o conhece). Espero que com Miguel Videira não seja assim. Em relação aos Estados Unidos da América é que, por vezes, se grafa Costa Leste e Costa Oeste, mas nada que se possa ter por convenção ou tradição.

 

[Texto 9077]

Helder Guégués às 15:37 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,