Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «lírio-de-água»

Ou com apóstrofo

 

      «São mais de 700 objectos e compõem aquela que é tida como a maior colecção privada de Arte Nova da Europa. Peças de mobiliário, cerâmicas, candeeiros, entre outros artigos, que foram sendo adquiridos por um amante de arte – Ferdinand Wolfgang Neess – e que vão, agora, ser expostas no Museu de Wiesbaden. A nova exposição abre ao público a 29 de Junho e ficará patente em permanência. Nesta exibição que resulta da doação feita, em 2017, por Ferdinand Wolfgang Neess, a Arte Nova é apresentada com todo o seu esplendor. E luxo. São várias peças de mobiliário adornadas com orquídeas e lírios-de-água, candeeiros Tiffany, cerâmica holandesa, representativas desse movimento artístico de finais do século XIX – e que na Alemanha foi chamado de “Jugendstil” (estilo jovem)» («A arte nova com todo o seu esplendor», Maria José Santana, «Fugas»/Público, 15.06.2019, p. 16).

      O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora tem vários lírios, mas não este, que já tenho visto com apóstrofo, lírio-d’água. Mais poético.

 

[Texto 13 370]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.