Léxico: «macroinvertebrado/galeria ribeirinha»

Mais importante que nunca

 

      «“Existem várias espécies de peixes e de macroinvertebrados a morrer ao longo das margens dos rios, devido ao stress hídrico e à falta de água, que este ano se fez notar não só a meio da encosta, mas também nas galerias ribeirinhas”, contou [o investigador Pedro Teiga, especialista em reabilitação de rios]» («Chuva “não chega para colmatar necessidades hídricas” do país», Rádio Renascença, 18.03.2018, 9h18).

      Não o encontramos no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora e, contudo, é usado num texto de apoio da Infopédia. Está mal. Qual a definição? Ao que parece, os macroinvertebrados são organismos visíveis a olho nu (macro) e sem coluna vertebral (invertebrados). E galeria ribeirinha, este e outros dicionários sabem dizer-nos o que é? Não. As galerias ribeirinhas são formações vegetais que acompanham as margens dos rios e das ribeiras, estabelecendo assim a transição entre os meios aquáticos e terrestres. São, pois, ecótonos. Registe-se.

 

[Texto 8940]

Helder Guégués às 21:47 | favorito
Etiquetas: ,