Léxico: «macroplástico»

O grande e o pequeno

 

      «“Desde que a produção em massa de polímeros sintéticos começou nos anos 1950, o lixo plástico foi-se acumulando e degradando nos ambientes terrestres e oceânicos”, introduzem os cientistas num artigo científico publicado ontem na revista Scientific Reports. Se se considerasse toda a produção e emissão de plástico desde os anos 50, deveriam estar na superfície do oceano dezenas de milhões de toneladas de macroplásticos (plásticos com dimensões superiores a cinco milímetros). Contudo, haverá apenas 250 mil toneladas de macroplásticos flutuantes no oceano, de acordo com o artigo. O que acontece então ao plástico desaparecido?» («Afinal, para onde vão os plásticos desaparecidos no oceano?», Teresa Sofia Serafim, Público, 13.09.2019, p. 32).

      Isso mesmo: microplástico todos os dicionários registam — quanto a macroplástico, não o vejo em nenhum.

 

[Texto 11 984]

Helder Guégués às 16:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,