Léxico: «malcozinhado»

A propósito do Hajj

 

      A Direcção-Geral da Saúde emitiu um comunicado sobre o Hajj, a peregrinação islâmica anual a Meca, na Arábia Saudita, que decorre este ano entre 19 e 24 de Agosto. Muito modernos, muito cosmopolitas, sim senhor... Entre as várias recomendações, lê-se esta: «Evite o consumo de produtos alimentares crus ou malcozinhados e beba água engarrafada». Isto está certo, «malcozinhado»? Para o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, malcozinhado é, como adjectivo, «feito à pressa; mal-arranjado»; como substantivo, é a «taberna onde se vendem refeições mal preparadas». (Falta, porém, o verbo, malcozinhar.) Aqui em Lisboa, por exemplo, era o nome que se dava ao conjunto de tendas e barracas de peixe frito, de melancias e de vinho do termo. Já Bluteau a acolhe, definindo-a como o local onde se vendia caldo e carne cozida. Alguns dicionários registam explicitamente que malcozinhado se diz da comida mal preparada, mal confeccionada. Para terminar, há algum motivo razoável para Hajj estar apenas registado no Dicionário de Alemão-Português da Porto Editora?

 

[Texto 9739]

Helder Guégués às 08:31 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,