Léxico: «manso e manso»

Salvem-na

 

      «Portugal concebeu esperanças, e D. Miguel sentiu vacilar-lhe o trono, — e o ministério Polignac, que para conseguir seus fins e se sustentar carecia de operar lentamente e ir manso e manso em sua difícil tarefa, viu-se obrigado a arriscar tudo de uma vez; — a liga oligárquica não teve mais remédio senão oferecer batalha campal a seus inimigos» (Obras de Almeida Garrett, vol. 1, Almeida Garrett. Porto: Lello & Irmão, 1966, p. 914).

      Mais uma bonita expressão que os lexicógrafos (ୠ ✴⚮☇☇‼) deixaram esquecer — manso e manso: a pouco e pouco, sucessivamente, progressivamente.

 

[Texto 10 982]

Helder Guégués às 14:59 | comentar | favorito
Etiquetas: ,