Léxico: «menino-bem»

Sendo assim, qual a dúvida?

 

      «Por fim, surge, em corpo inteiro, Alda, rivalizando, nos passos caprichosos e de uma ousadia por vezes descabelada (impressão de estar à beira do transe dionisíaco), com um moço muito mais novo (tipo de menino-bem, cedo déluré, sem casaco)» (Despedidas de Verão, Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Livraria Bertrand, s/d [1967], p. 91).

      Paradoxalmente, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora usa-o, mas não o conhece. No verbete bau-bau, lá está: «menino bem». Todavia, regista um termo semelhante em tudo, e regista-o com hífen, precisamente como Urbano Tavares Rodrigues fez: menino-bonito.

 

[Texto 9129]

Helder Guégués às 16:38 | favorito
Etiquetas: ,