Léxico: «mijona | pescadeira»

Não é só a uva

 

      «Ela agarra agora com a direita um pequeno polvo pela cabeça e puxa por ele, ele é elástico, nacarado, está todo esticado, tenta resistir, ela puxa-o para fora da gaiola em que o pescou, são aquelas gaiolas de redes de metal chamadas covos ou nassas e a que eles, os pescadores e pescadeiras, também chamam mijonas, saca então o polvo, que se opunha, agarra-o pelo pescoço, ele a espernear das oito patas tentaculares, e de repente bate com a cabeça do animal numa das traves do barco e ele fica ali derramado a escorregar, todo estonteado» («Mulheres-arraias, as pescadeiras com o dever do mar», José Miguel Gaspar, «Magazine»/Jornal de Notícias, 7.07.2019, p. 24).

      Um bom castigo para o jornalista era pô-lo a ler dez vezes uma frase assim quilométrica, para ver se gosta.

 

[Texto 11 721]

Helder Guégués às 10:19 | favorito
Etiquetas: ,