Léxico: «mocho»

Como é?

 

      «O gosto pelo ofício traz preocupações. O verdadeiro Queijo da Serra, aquele de [sic] goza de Denominação de Origem Protegida (DOP), está em risco, garante o pastor. “Não dão valor a este produto, pagam ao mesmo preço o leite das mochas, e este leite é melhor, e assim perde-se esta raça. Por isso é importante esta ida a Lisboa, para dar a perceber a importância destas ovelhas”, acrescenta [o pastor António Lameiras]» («Ovelhas “Fidalga” ou “Amarela” vão ao Chiado. Desfile alerta para extinção do Queijo da Serra», Liliana Carona, Rádio Renascença, 7.03.2017, 9h50).

      Até parece que o pastor está a afirmar que a raça se designa mocha, mas o artigo começa precisamente assim: «Um rebanho de ovelhas e um carneiro de raça bordaleira da Serra da Estrela é esperado em Lisboa para um desfile no Chiado, esta terça-feira.» Agora reparem no que se pode ler no verbete do adjectivo mocho no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «diz-se do animal que não tem armação porque lha cortaram ou porque nasceu sem ela, devendo tê-la». Porque lha cortaram ou porque nasceu sem ela, devendo tê-la... Então em qual destes casos está, por exemplo, a raça Suffolk, pode saber-se? É claro que a definição não está correcta.

 

[Texto 7539]

Helder Guégués às 12:00 | comentar | favorito