«Nucleótido», de novo

A prova

 

      «As moléculas orgânicas em causa são a guanina, a citosina, a adenina ou a timina (constituintes do ADN, que contém instruções genéticas) e o uracilo (ARN)» («Células humanas têm “arma mortífera” contra cancro», Rádio Renascença, 29.10.2018, 9h12).

      O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista o nome de todas estas moléculas. Para comprovar como a definição de nucleótido está incorrecta, basta atentar na definição de uracilo: «BIOQUÍMICA substância derivada da pirimidina que é o componente maior das bases de nucleótidos e do ARN».

 

[Texto 10 216]

Helder Guégués às 10:16 | comentar | favorito