Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «paliativo»

Reveja-se

 

      A edição de ontem do Público trazia um pequeno glossário sobre a morte medicamente assistida (pp. 6-7, N. F.). Dois dos conceitos eram o de doente terminal e doente paliativo. «Doente terminal. Pessoa que padece de doença incurável e progressiva que resultará na sua morte a curto prazo: três a seis meses, de acordo com a definição da Organização Mundial de Saúde.» «Doente paliativo. Aquele que padece de uma doença para a qual não existe um tratamento curativo ou de uma doença muito grave à qual está associado grande sofrimento físico e psíquico. Pode ser um doente oncológico e ter anos, meses ou semanas de vida.» Parece-me tudo bem. Agora repare-se como o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora define paliativo: «MEDICINA medicamento, tratamento ou cuidados específicos que proporcionam alívio a um paciente em sofrimento, mas que não combatem as causas nem as manifestações da doença que o afecta, geralmente em estado terminal, por já não ser possível remédio ou cura». Parece misturar os conceitos. Reveja-se.

 

[Texto 9301]

5 comentários

Comentar post