Léxico: «palomino»

É a cor

 

      «– Claro – disse eu, imaginando-me de súbito vestido com um daqueles conjuntos de calças e casaco de pele de veado que os cowboys usavam noutros tempos, esquadrinhando o horizonte em cima do meu cavalo palomino. – Claro que encontraremos o raio da gruta, nem que tenhamos de consagrar toda a nossa vida a tão ingrata missão...» (Palácio da Lua, Paul Auster. Tradução de José Vieira de Lima. Alfragide: Edições Asa II, 2012).

      Está nos livros, não está nos dicionários. E hoje foi usado por um aluno que fez um cavalo com rolhas de cortiça. Atenção, senhores lexicógrafos, que não se trata de uma raça, mas de uma cor de pelagem. Ah, pois não, graficamente. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: ✘. No VOLP da Academia Brasileira de Letras: ✔.

 

[Texto 9235]

Helder Guégués às 06:40 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,