Léxico: «pantera-negra»

Pode dizer-se mais e melhor

 

      «Pela raridade enquanto espécie – de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, a mesma encontra-se em “perigo crítico de extinção” –, ou somente pela raridade com que é avistada por humanos, a pantera negra (nome atribuído a qualquer grande felino com pelugem desta cor) tornou-se quase um animal mitológico. Sabe-se que cerca de 11% de todos os leopardos (e jaguares) adquirem esta coloração devido a uma mutação genética denominada melanismo (o contrário de albinismo), que ocorre quando um determinado gene sofre uma mutação que leva à produção excessiva de melanina no animal» («Mais de um século depois, uma pantera negra voltou a ser fotografada em África», Tiago Palma, Rádio Renascença, 13.02.2019, 15h56).

      Não custa nada reconhecer que esta definição de pantera-negra é melhor do que aquela que encontramos no dicionário da Porto Editora: «animal felino, com focinho curto, longos dentes caninos e pêlo negro».

 

[Texto 10 786]

Helder Guégués às 08:13 | favorito