Léxico: «pára-comando»

Nem eu sabia

 

      «O grosso da coluna eram dois batalhões — o 4.º e o 7.º — de pára-comandos zairenses, as tropas da FNLA e uma unidade de voluntários portugueses e angolanos, cerca de uma centena, que o major Alves Cardoso trouxera da Rodésia» (Jogos Africanos, Jaime Nogueira Pinto. Lisboa: Esfera dos Livros, 2008, p. 61).

      Em francês, diz-se para-commando — mas isso só agora o sei, porque nunca antes tinha visto a palavra. Em pleno século XXI, para estar em consonância com os tempos, tinha de mudar de nome: agora é capacité de réaction immédiate. Nenhum dicionário regista a palavra, por isso também estou desculpado.

 

[Texto 10 914]

Helder Guégués às 10:50 | comentar | favorito
Etiquetas: ,