Léxico: «parkinsónico»

Fala quem sabe

 

      «E, como este tipo de doenças degenerativas está indexado a uma faixa etária mais idosa, é possível esse aumento. Mas quando me perguntam se tenho ideia de quantos parkinsónicos existem em Portugal, respondo que são demais [sic]», responde o Prof. Alexandre Castro Caldas a Carlos Eugénio Augusto, da revista Prevenir («É essencial passar um cenário de esperança», Abril de 2019, pp. 25-26).

      Ou seja, não se usa apenas parkinsoniano, único registado pelo Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

 

[Texto 11 506]

Helder Guégués às 18:18 | comentar | favorito