Léxico: «pato-escuro-americano»

O mais pesado

 

      «O Caldeirão, uma das principais zonas húmidas dos Açores, é um dos lugares mais apetecíveis para espécies como limícolas, garças e patos, que ocupam uma cratera silenciosa, dominada por plantas e aves que lá fazem o seu habitat, como são os casos da narceja-comum, ao pato-real, ao pato-escuro-americano, à marrequinha, entre outras» («Aves no Corvo», Sílvia Toste, My Plan, Novembro de 2017, p. 28)

      De todos, o único que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ainda não regista é o pato-escuro-americano (Anas rubripes). Já que é americano, diga-se que o nome em inglês é American black duck. É a espécie mais pesada da família dos Anatídeos.

 

[Texto 11 676]

Helder Guégués às 14:02 | comentar | favorito
Etiquetas: ,