Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «pequi»

Cheio de picos

 

      «Não por acaso porque Carlos Bolsonaro, o filho presidencial com a pasta da Propaganda, pedira dias antes a um juiz para intimar um youtuber que usou o “genocida” e o ministro da Justiça André Mendonça mandara a polícia investigar o sociólogo que instalou dois outdoors com uma foto do presidente e a frase “não vale um pequi roído” – uma expressão comum no estado de Tocantins para caracterizar um inútil, uma vez que, depois de roído o pequi, um fruto local, sobra apenas um caroço cheio de picos» («Quando já não há palavras», João Almeida Moreira, Diário de Notícias, 25.03.2021, p. 25).

      Sim, pequi, o fruto de uma árvore do mesmo nome de médio porte (Caryocar brasiliense), da família das Cariocaráceas, nativa do Brasil. Agora já não podemos ignorá-los, pois claro.

 

[Texto 14 882]

1 comentário

Comentar post