Léxico: «perícope»

Pode repetir?

 

      Ontem, Dia do Pensamento, não se esqueçam, revi um texto em que se usava a palavra perícope. Ainda que apenas tope com ela de dez em dez anos, nunca deixo de lamentar que os dicionários não a saibam definir exactamente. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «1. parte de um texto que se destina a ser transcrita, analisada, etc. 2. passagem bíblica seleccionada para leitura, sobretudo litúrgica». A segunda acepção ainda vá que não vá, pese embora o engulho de ver ali «passagem» por «passo», «trecho», excerto», mas a primeira acepção não diz nada. Uma perícope é um trecho com início, meio e fim bem explícitos — um pouco como uma frase, que é uma unidade linguística com sentido completo; a perícope é uma unidade literária. Tanto pode ser um simples versículo (porque normalmente é a propósito da Bíblia que se usa o termo), como um capítulo inteiro. Depois de estudado, esse trecho servirá para diversos fins, entre os quais os litúrgicos. A definição de José Pedro Machado também não é um primor, registe-se.

 

[Texto 8796]

Helder Guégués às 12:38 | comentar | favorito | partilhar