Léxico: «protodiácono»

Non habemus verbum

 

      «Foi a Tauran que coube a tarefa de pronunciar, a 13 de Março de 2013, na varanda da Basílica de S. Pedro, as célebres palavras Habemus Papam — o anúncio de que o Concílio tinha escolhido um novo Papa, depois da renúncia de Bento XVI. Por ser o mais antigo do Colégio dos Cardeais, Tauran era o chamado “protodiácono” e, portanto, responsável pelo anúncio da decisão. Agora, Tauran vai desempenhar o simbólico posto de camerlengo, o cardeal que substitui o Papa em caso de morte ou demissão» («Cardeal francês que anunciou Papa Francisco ao mundo é o novo camerlengo», Público, 21.12.2014, p. 29).

      Será o cargo de camerlengo assim tão simbólico? Não me parece. Mas vamos ao que mais nos interessa: o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não regista o vocábulo «protodiácono». (E claro que é Habemus papam.)

 

[Texto 5392]

Helder Guégués às 06:48 | comentar | favorito | partilhar