Léxico: «psicobiótico»

Aguardemos

 

   «A relação cérebro-intestino é cada vez mais evidente e até arriscamos a chamar os nossos probióticos (bactérias benéficas presentes no intestino) de psicobióticos (bactérias que influenciam o funcionamento do cérebro)» («Em nome da felicidade e do seu bem-estar (e do seu intestino) coma comida de verdade, descasque mais, desembale menos e lembre-se de quanto maior a vida dos alimentos menor a sua», Ana Pinto, Lux, 5.11.2019).

      Quem se atreveu pela primeira vez foi, na verdade, Timothy G. Dinan e seus colaboradores, que em 2013 cunharam o termo psychobiotics. «Psychobiotics were previously defined as live bacteria (probiotics) which, when ingested, confer mental health benefits through interactions with commensal gut bacteria» (in PubMed Central). Até em teses e dissertações portuguesas vejo o termo, mas os dicionários ainda não o registam.

 

 [Texto 12 715]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | favorito
Etiquetas: ,