Léxico: «psicogerontologia»

Não pode ser

 

      «“Relativamente às pessoas idosas, há muitos ecos de que há medicação em excesso em casa e, sobretudo, nos lares. Há a presunção de que é frequente serem medicadas com mais do que é indicado pelo médico para não incomodarem”, adianta Álvaro de Carvalho, diretor do programa nacional para a saúde mental da DGS. Também Wolfgang Gruner, médico e vice-presidente da Associação Portuguesa de Psicogerontologia, diz que “há a perceção de que pode haver excesso de medicação nos lares para os doentes estarem mais tranquilos e dormirem melhor”» («Lares dão sedativos em excesso a idosos», Joana Capucho, Renascença, 3.05.2016, 1h00).

      Parece que especialidades não é com o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Psicogerontologia? Ná. Os especialistas devem apreciar tanto esta discriminação como nós, falantes.

 

[Texto 12 343]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,