Léxico: «Quadrântidas»

Então?

 

      «O início do ano, para os amantes de astronomia no hemisfério norte, é sinónimo de “chuva de estrelas”. A chuva de meteoros das Quadrântidas ocorre de 28 de dezembro a 12 de janeiro, mas, este ano, o pico é já na sexta-feira, dia 4 de janeiro, pelas 02h20» («Superlua, eclipses e “chuvas de estrelas”. O que nos reservam os céus de 2019», Rui Barros, Rádio Renascença, 2.01.2019, 15h00).

      Se queria que estivesse nos dicionários? Queria. O dicionário da Porto Editora não acolhe, por exemplo, Geminídeas, que também é uma chuva de estrelas-cadentes? Então? Basta haver alguma similitude entre o que está e o que não está nos dicionários para justificar que o que não está seja dicionarizado.

 

[Texto 10 526]

Helder Guégués às 16:34 | comentar | favorito
Etiquetas: ,