Léxico: «queimódromo»

Está aí há anos

 

      «Não há indícios de crime no caso de jovem seminua encontrada junto ao Queimódromo, no Porto» (Patrícia Carvalho, Público, 8.05.2019, 13h11). Falámos aqui de queimódromo em 21 de Julho de 2017. Lembrei-me disto, não porque faz amanhã exactos dois anos, mas porque vi a palavra na primeira página (falsa primeira página, publicitária) da edição de hoje do Jornal de Notícias. Não me parece que se deva esperar mais para a levar para todos os dicionários.

 

[Texto 11 815]

Helder Guégués às 10:09 | favorito
Etiquetas: ,