Léxico: «queiroziano/queirosiano»

Saramaguiano, pá

 

      «A descrição do espaço onde se situa a acção romanesca desempenha um papel de grande importância como elemento constitutivo da narrativa queiroziana (tal como, por exemplo, a estrutura, a intriga, o tempo, as personagens)» (Sobre Eça de Queiroz, A. Campos Matos. Lisboa: Livros Horizonte, 2002, p. 57).

      Ainda no sábado o leitor J. C. comentava ter dado conta de que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não acolhia o vocábulo queirosiano (creio que se têm de acolher ambas as grafias). Isso não é nada: também não acolhe pá, a forma de chamamento. Eh pá! Percebe-se, contudo, que foi lapso, pois na versão do dicionário com o Acordo Ortográfico de 1990 aparece registada. Ainda assim, é um erro. A propósito: porque será que, no VOLP da Academia Brasileira de Letras, «queirosiano» é apenas adjectivo e «camiliano» é adjectivo e substantivo? Sei que sou lido por linguistas brasileiros, mas alguém da Academia me segue? Para terminar: é difícil esconder o desgosto de ver saramaguiano no Michaelis e não o ver no dicionário da Porto Editora. Caramba, é o nosso único Nobel da Literatura, e a palavra anda por aí.

 

[Texto 9540]

Helder Guégués às 22:43 | comentar | favorito
Etiquetas: ,