Léxico: «rádio-escuta»

Mas existe

 

      «“A sua localização foi concebida graças à radio-escuta das comunicações alemãs, que apesar de criptografadas pela máquina Enigma, foram descodificadas em Bletchley Park por uma equipa de que o mais proeminente elemento foi Alan Turing. Tratava-se de informação de tal modo secreta que a sua fonte era indicada nos documentos que se produzissem como ULTRA”, explica José António Barreiros ao DN» («Descodificação da Enigma apanhou espião português na II Guerra. E foi um problema para a diplomacia», Céu Neves, Diário de Notícias, 17.07.2019, 19h47, itálico meu).

      Outra palavra que os lexicógrafos fingem que não existe. Uma peneira muito opaca, mas a realidade impõe-se sempre com mais força.

 

[Texto 11 804]

Helder Guégués às 10:10 | comentar | favorito
Etiquetas: ,