Léxico: «sambrasense»

Bom é o inglês, não é assim?

 

      «É uma iniciativa singular que neste domingo de Páscoa percorre as ruas da vila de S. Brás de Alportel. [...] Patrícia Reis, presidente da Associação Cultural Sambrazense, explica que de acordo com a lenda os rapazes solteiros da aldeia fizeram que os ingleses fugissem “quando estes invadiram em 1596 a região e assaltaram e incendiaram a igreja”. Mas há também outra versão, baseada na ideia de que a iniciativa nasceu com as diferentes confrarias religiosas» («Uma procissão com aguardente de medronho», Maria Augusta Casaca, TSF, 1.04.2018, 10h13).

    Diz a lenda que expulsaram os ingleses à cachamorrada — daí que aos Sambrasenses também se dê o nome de Cachamorreiros. Nada disto, porém, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista. Sim, Sambrasenses, e, afinal, a passagem são>sam é legítima na nossa língua, como vemos nos pares sanjoanino/são-joanino, santomense/são-tomense, etc. E mais, senhores lexicógrafos, há largas centenas de nomes destes na designação de agremiações recreativas e desportivas, e nada vai para os dicionários. E depois invejam a extensão do léxico do inglês.

 

[Texto 8993]

Helder Guégués às 15:42 | comentar | favorito
Etiquetas: ,