Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «sangueira»

Isso é muito pouco

 

      O primo Jorge comprou uma dúzia de sangueiras na Feira dos Santos em Mangualde. Não precisava de as levar para casa tão depressa na sua carrinha Audi RS6 de quase 700 cv, mas foi o que fez. A mulher não sabia o que são sangueiras, mas tem desculpa, é flamenga. Mas alguns portugueses presentes também não sabiam do que se tratava... E os dicionários? O da Porto Editora não nos leva muito longe: «regionalismo chouriço de sangue». Hum... Bem, no portal da Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, leio esta definição: «A Sangueira de Barroso-Montalegre IGP é um enchido fumado, em forma de ferradura, com cerca de 3 cm de diâmetro, obtido à base de carne, gordura e sangue de porcos da raça Bísara (ou com 50 % de sangue bísaro) e pão de trigo, condimentados com sal, alho, vinho, colorau picante e/ou doce, salsa, cebola e azeite. De cor preta e aspeto rugoso, é constituído por uma pasta mole e seca na qual se podem aperceber pedaços de carne.»

      Não basta registar os vocábulos, tem de se querer alcançar a definição mais informativa, precisa e rigorosa possível.

 

[Texto 12 248]

1 comentário

Comentar post