Léxico: «sarcófago»

Carne sem carne

 

      «O novo sarcófago construído para confinar o reator número 4 da central nuclear de Chernobyl foi oficialmente apresentado ao público pela primeira vez esta terça-feira» («Novo sarcófago de Chernobyl apresentado ao público pela primeira vez», Carolina Rico, TSF, 3.07.2019, 10h29).

      Pois, o problema é que nem todos os leitores vão perceber. «Sarcófago?», dirão para si mesmos. A imprensa anglo-saxónica já fala há algum tempo em sarcophagus, «(informal) The cement and steel structure that encases the destroyed reactor at the power station in Chernobyl, Ukraine» (in Your Dictionary). Se servir — e tem de servir — para todos os casos, e não apenas para o desastre ucraniano, muito bem. Anteontem, falei aqui no adjectivo sárquico, entretanto dicionarizado. Ora, sarcófago tem em parte a mesma raiz grega (σάρξ [sarx] = carne, φάγος [phagos] = comer). Vamos interligando tudo.

 

[Texto 11 671]

Helder Guégués às 11:43 | favorito
Etiquetas: ,