Léxico: «sino-americano | sino-coreano»

Há mais

 

      «O arquiteto sino-americano Ieoh Ming Pei [n. 1917], criador de vários edifícios emblemáticos, como a Pirâmide do Louvre, em Paris, ou o Banco da China, em Hong Kong, morreu esta quinta-feira, aos 102 anos» («Criador da pirâmide do Louvre morre aos 102 anos», Rádio Renascença, 17.05.2019, 00h39).

      Claro que se compreende porque regista o dicionário da Porto Editora sino-japonês e sino-tibetano — não se percebe é porque acolhe apenas esses. Quase de certeza já vi mais vezes, ao longo da vida, sino-americano do que qualquer dos outros dois. E ainda ontem li que o sistema de escrita coreano é constituído por caracteres sino-coreanos. No mesmo sítio, a página da Internet do Instituto de Línguas da Universidade Nova de Lisboa, também li, o que não me parece correcto, que o alfabeto coreano é constituído por «palavras silabárias».

 

[Texto 11 375]

Helder Guégués às 14:40 | favorito
Etiquetas: ,