Léxico: «snowbaby»

Já que falam nisso

 

      «Tina e Benjamin nem sequer conheciam o conceito. Investigaram, aconselharam-se e descobriram que era possível “adotar” embriões congelados por casais anónimos – para serem usados por casais incapazes de ter filhos – e conceber uma criança de forma natural, através da fertilização in vitro. Os especialistas em fertilidade chamam-lhes “snow babies”: potenciais vidas humanas à espera de nascer» («“Snow baby”: o bebé nasceu há um mês, mas o embrião tem 25 anos», Observador, 20.12.2017, p. 32).

      Na língua inglesa, em muitos casos, grafam-se indiferentemente com hífen ou sem hífen muitos termos. Neste caso, porém, creio que há apenas, com este sentido, uma grafia, que é snowbaby. Mas há vários termos inventados para designar o mesmo: «Crucibles of desperation, support, warmth and confusion, these forums make for alternately tragic or celebratory reading. Here complicated scientific terms are jettisoned in favour of more evocative, emotive language; embryos are ‘embies’, frozen embryos are ‘frosties’ or ‘snowbabies’» («IVF: the hidden story of Britains ‘snowbabies’», Anna Saunders, The Telegraph, 23.8.2010, 7h00).

 

[Texto 8494]

Helder Guégués às 21:31 | favorito
Etiquetas: