Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Léxico: «sociossanitário»

É só isto

 

      «Estas drogas, designadas “novas substâncias psicoativas” (NSP), surgiram em Portugal e noutros países europeus com maior dimensão a partir de 2005. “Em 2012, e após a análise das autoridades de saúde relativamente a casos de utilizadores com episódios agudos de doença por consumo de NPS, tornou-se mais evidente que o consumo destas substâncias consubstanciava um problema de relevo em termos sociais e de saúde pública, designadamente pela ausência de controlo sociossanitário e legal”, lembra Graça Vilar, responsável pela Direção de Serviços de Planeamento e Intervenção (DPI) do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD)» («Spice, a droga sintética que continua a dar que falar», Joana Capucho, Diário de Notícias, 9.10.2018, 6h26).

 

[Texto 10 071]

1 comentário

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.