Léxico: «tardo-pagão»

Ninguém quer saber

 

      Estou aqui a ler um livro de Hans Jonas (não queiram saber qual), e uma palavra repetida, a propósito de Plotino, é «tardo-pagão». Não é raro encontrar a palavra, em especial em obras de filosofia. Imagino a frustração do jovem estudante de Filosofia, e mais de Iniciação à Filosofia, que não encontra nos nossos dicionários gerais da língua alguns, e não tão poucos como isso, dos vocábulos dos seus manuais e livros recomendados (sempre estupidamente demasiados). Ninguém quer saber.

 

[Texto 11 595]

Helder Guégués às 20:42 | comentar | favorito
Etiquetas: ,