Léxico: «taro»

Incorrecto e incompleto

 

      «Além do taro, os papuas cultivaram bananas, fruta-pão, sagu e cana-de-açúcar. O seu domínio destas culturas precedeu longamente a chegada dos austronésios ao arquipélago, há cerca de 4 500 anos» («A via que conduz a Papua à prosperidade... ou à sua perda», Ahmad Arif. Tradução de Helena Araújo, Courrier Internacional, Abril de 2019, p. 27).

      O que se lê no dicionário da Porto Editora (e noutros, como podem comprovar) sobre taro é incorrecto e escasso: «BOTÂNICA tubérculo, das ilhas de Samoa, na Oceânia, que constitui importante papel na alimentação dos indígenas». Incompleto porque, por exemplo, não tem o nome científico, que é Colocasia esculenta. Errado porque não é uma planta somente das ilhas Samoa. O Collins, por exemplo, diz que o taro é «a large, tropical Asiatic plant (Colocasia esculenta) of the arum family, with shield-shaped leaves: it is cultivated for its edible corms, which are the source of poi».

 

[Texto 11 045]

Helder Guégués às 16:39 | favorito