Léxico: «tartaruga-oliva | tartaruga-cabeçuda»

Em quatro, duas

 

      «Foi caçar tartarugas, abundantes perto de Com, a sua aldeia natal (tartaruga-de-couro, tartaruga-cabeçuda, tartaruga-de-pente e tartaruga-oliva), que este homem quarentão, alto e franzino, um longo pescoço e uma bandana vermelha atada à cabeça, se tornou mestre na arte da pesca com arpão» («Harmonia entre homens e peixes», Peter Guest. Tradução de Maria Alves. Courrier Internacional, Setembro de 2019, p. 26). Não está totalmente mau: só não tens a tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e a tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), que é outro nome por que é conhecida a tartaruga-comum, que já registas.

      A propósito de animais, ontem vi aqui perto de casa, em Lisboa, pela primeira vez, um pilrito-de-bico-comprido, que consegui fotografar. Sim, é uma ave limícola, mas também as gaivotas vêm do Tejo muitas vezes aqui.

 

[Texto 12 549]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,