Léxico: «tegão»

Quem não sabe...

 

  «Estávamos ainda muito longe [nos anos 60] das temperaturas controladas de fermentação ou da escolha das castas. Era o que havia na vinha. Depois do tegão de recepção, mostos e películas (eventualmente com engaço) entravam nos autovinificadores de cimento, onde fermentavam» («O Rótulo de Cortiça de Borba», João Afonso, Revista de Vinhos, Junho de 2015, p. 50).

    Quem não souber o que é um tegão de uma adega, vai consultar o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora e fica pelo menos com dúvidas. No verbete «tegão» remete para «tremonha», e aqui lê-se: «caixa em forma de tronco de pirâmide quadrangular onde se deita o cereal que vai cair no adelhão que o conduz ao centro da mó; moega». Pois o tegão é o tanque onde se despejam as uvas à entrada das adegas ou lagares modernos, antes de entrarem na laboração puxadas por um parafuso sem-fim. Estes dicionários...

 

[Texto 6116]

Helder Guégués às 21:10 | comentar | favorito
Etiquetas: ,