Léxico: «tetrápode»

Não é do grupo dos vertebrados

 

      «Na terça-feira, ao final do dia, os Voluntários Madeirenses deram conta desta ocorrência dizendo que “um indivíduo do sexo masculino com cerca de 20 anos caiu ao mar na zona do cais do Funchal, tendo sido arrastado e ficado preso nos tetrápodes”» («Corpo de jovem deverá ser autopsiado hoje», Iolanda Chaves, Jornal da Madeira, 3.01.2019, p. 10).

      Os tetrápodes são blocos de betão, com quatro pés espacialmente espaçados em 120º, usados para estruturas de enrocamento, também conhecidos, e a imprensa, a propósito desta ocorrência, referiu-o, como pés de galo. São assim conhecidos, diga-se a tempo, também em Portugal continental. Encontra-se o termo um pouco por todo o lado, de diplomas legais a trabalhos académicos — ou quase em todo o lado, excepto no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Há blocos usados em quebra-mares com outras configurações (e outros materiais), como os acrópodes — mas a seu tempo falaremos deles, tanto mais que, diacho!, este termo nem sequer no seu sentido próprio se encontra no dicionário da Porto Editora.

 

[Texto 10 528]

Helder Guégués às 09:25 | comentar | favorito
Etiquetas: ,