Léxico: «torácico | toráxico»

Pois, mas é assim que se ouve

 

      Entrevistado no local por um repórter da SIC Notícias, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Pombal, Paulo Albano, falou do acidente. O «motorista» era o encarcerado mecânico. («O motorista desta viatura era o antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes?» «Afirmativo.») Paulo Sande já reconheceu que «felizmente, felizmente que o automóvel ia devagar, porque, senão, enfim... não iria a muito mais de 120 km/h». Claro que é só uma impressão, porque, com os carros de hoje em dia, 120 km/h é quase como estar parado, não é? Uns segundos antes, porém, dissera: «Íamos depressa também para chegar a Cascais, onde tínhamos uma outra acção de campanha, um seminário sobre o mar.» Vamos, porém, ao que interessa: o comandante disse que o ex-PM se queixava de «alguma dor toráxica». Basta não ser surdo: toráxica. Não disse «torácica». Isto não pode ser considerado erro: formou-se dentro da língua, é usado, tem de ser admitido.

 

[Texto 11 370]

Helder Guégués às 23:41 | favorito
Etiquetas: ,