Léxico: «verdugo»

Não é carrasco, mas pode matar

 

      «O que aconteceu, porém, revela graves falhas na manutenção dos rodados dos veículos, que podem ser vistas a olho nu. As rodas de um veículo ferroviário têm um verdugo, uma saliência lateral que lhes permite serem guiadas pelo carril. Para evitar que esse verdugo se desgaste, as rodas devem ser torneadas periodicamente a fim de manter essa saliência entre a roda e o carril» («O elevador da Glória descarrilou e ninguém disse nada», Carlos Cipriano, Público, 17.05.2018, p. 25).

      Está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora («rebordo existente no aro das rodas com a finalidade de as guiar sobre os carris»). Onde não está — mas é usado em alguns verbetes, erro já demasiado visto também no dicionário da Porto Editora — é no léxico das Infra-Estruturas de Portugal, que já aqui tenho citado. E sim, é o rebordo da roda que faz o guiamento do veículo ferroviário.

 

[Texto 9238]

Helder Guégués às 11:45 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,